Peruíbe


A importância da saúde bucal equina

09/11/2018 14:04

Saúde bucal equina

Se o seu cavalo estiver com problemas de mastigação, se o alimento estiver caindo demasiado de sua boca, apresentando diminuição do peso corporal, dificuldade de engordar ou demonstrar alguma resistência à embocadura causando prejuízo de sua equitação, é possível que ele esteja precisando de um odontologista veterinário.

A domesticação e o confinamento dos cavalos fizeram com que o homem alterasse de forma ostensiva as dietas e os padrões nutricionais deste animal que passa grande parte do dia, cerca de 18 horas, se alimentando.

O cavalo é um herbívoro nômade, que tem seus dentes preparados para o pastoreio. Na natureza alimentava-se dos diversos tipos de forragens existentes em seu ambiente, assim causando um desgaste lento e mais homogêneo.

Todas essas mudanças tornaram os equinos mais suscetíveis aos problemas que se referem aos dentes e a mordedura. Além disso, os dentes dos equinos estão constantemente se ajustando com o passar do tempo, o que contribui para algumas alterações odontológicas.

As alterações mais comuns são as pontas de esmalte excessivas, infecções, fraturas de dente, retenção de capa dentária e má oclusão da mesa dentária.

Outros sintomas de que seu cavalo precisa ter seus dentes examinados são a relutância com agressividade, cólicas recorrentes, descargas nasais, mudanças de comportamento, salivação excessiva, aumento de volume na face e limitação ou queda de performance.

O cavalo pode reagir ao desconforto e à dor jogando a cabeça para o alto, balançando a cabeça, mordendo a embocadura, com falta de apoio, dificultando manobras para os lados, ou de qualquer outra forma que encontrar para rejeitar a embocadura.

É importante iniciar os exames orais ainda quando o cavalo é jovem, prevenindo assim, desordens que podem interferir em seu desenvolvimento, saúde, temperamento, ou até mesmo causar problemas de reprodução.

Na fase de doma e treinamento, o conforto promovido pelo tratamento torna o trabalho do treinador e o aprendizado do cavalo mais fácil e menos estressante.

A odontologia favorece melhoras notáveis nos animais, nos aspectos nutricionais e comportamentais, promovendo uma boa saúde e melhor desempenho dentro de suas atividades equestres. Sem contar o aumento da longevidade e vida útil.

A correta avaliação seguida de um diagnóstico bem realizado e as correções dos dentes devem ser feitos por um Médico Veterinário especializado. Ele determinará quais técnicas e equipamentos a serem utilizados, tipos de sedação e anestesia referente a cada caso em particular. Intervenções inadequadas poderão causar traumas e danos irreparáveis aos dentes, articulações e de todo conjunto relacionado à mastigação.

Para a prevenção dos problemas odontológicos nos equinos, recomenda-se a administração de alimentos de qualidade e uso correto das embocaduras a fim de se evitar lesões na boca do animal.

Aconselha-se ainda, que os animais passem por um exame odontológico a cada seis meses, a fim de se identificar possíveis alterações antes que se tornem problemas graves e afetem a qualidade de vida do animal.

 

—————

Voltar